27 de Abril de 2020

Educação na quarentena: como dar continuidade às aulas de forma remota

Um dos setores mais impactados pela crise do COVID-19 foi o educacional. Assim que o vírus foi declarado como pandêmico, os estudantes de todas as idades deixaram de assistir aulas presencialmente. Colégios e faculdades de quase todo o mundo fecharam e, muitas, continuam sem abrir suas portas até o momento.

No entanto, está ocorrendo algo que há uma década era impensado. Para alguns países, é a primeira vez na história que os estudantes podem continuar as aulas de maneira online através de diferentes plataformas de aprendizagem.

Embora os Millennials e Gen Z já demandassem uma evolução nas metodologias de ensino, eram poucas as instituições que tinham uma infraestrutura digital pronta para enfrentar uma quarentena mundial.

Artigo relacionado: Coronavírus: O que fazer no Serviço de Atendimento ao Cliente para enfrentar esta crise

Mas o COVID-19 acelerou as mudanças que já estavam em jogo. O que até pouco tempo era considerada “a educação do futuro”, hoje é uma realidade que muitas instituições tiveram que se adaptar para garantir a continuidade das aulas.

E ainda que falte muito caminho para trilhar para termos igualdade de oportunidades para todos os estudantes, esta iniciativa está sendo chave para apoiar estudantes durante a pandemia.

Desafios da educação durante o COVID-19

Neste cenário, a tecnologia se tornou uma grande aliada tanto para os professores quanto para os estudantes. A seguir, detalhamos alguns desafios que o setor educacional tem atravessado  e como a IA e a assistência virtual ajudam a superá-los.

Aprendizado Remoto

O primeiro desafio das instituições de educação é que os alunos possam acessar a informação em suas casas. Assim, plataformas na nuvem, como o Google Drive e o Google Classroom, ou salas de aula virtuais se transformaram na melhor solução para carregar o conteúdo.

No entanto, a falta de contato direto com o professor para solucionar dúvidas pode se transformar em um problema na hora de assimilar corretamente os conceitos. Da mesma forma, fica muito difícil para os docentes responder as dúvidas de todos os seus alunos de forma assíncrona e fora de contexto, em especial quando cada estudante vai consumindo o conteúdo no seu próprio ritmo.

Neste sentido, as soluções de automatização permitem responder de forma automática às perguntas dos estudantes segundo seu histórico acadêmico e sua informação pessoal, fazendo com que o aprendizado seja mais eficaz.

Acesso à Informação

Além de ajudar os estudantes a tirar dúvidas sobre conceitos teóricos, os assistentes virtuais também ajudam a acessar todo tipo de informação administrativa na hora.

Muitas pessoas estão aproveitando o tempo livre gerado pela quarentena para fazer cursos ou melhorar suas competências. Neste cenário, muitas instituições estão se vendo ultrapassadas pelo volume de solicitações.

Várias optaram por incorporar um chatbot que ajude a controlar as perguntas relacionadas a temas administrativos e assim permitir que os agentes de atendimento se ocupem dos casos mais complexos.

Os bots conversacionais podem responder questões como:

- Processos de admissão

- Cursos e especializações

- Tarifas e informação sobre os pagamentos

- Assistência financeira e benefícios

Alguns poderiam dizer que esta informação também está disponível em outros canais de comunicação, mas o certo é que as pessoas nem sempre contam com o tempo necessário para investigar a fundo.

Artigo relacionado: Como as Universidades estão Usando Chatbots para Melhorar o Sistema Educacional

A crise do coronavírus gera uma sensação de urgência e necessidade de imediatismo. Para se adaptar a esta situação, as instituições acadêmicas devem oferecer respostas rápidas, especialmente a perguntas que não precisam de capacidades humanas.

A IA e os chatbots oferecem duas grandes vantagens em torno desta demanda. A primeira é que respondem de forma automática e imediata a perguntas frequentes. E a segunda é que, se a consulta é complexa e não pode ser respondida pelo assistente virtual, a conversa pode ser transferida rapidamente a um agente humano, que pode acessar a plataforma direto da nuvem. Isto permitirá que os funcionários administrativos ou docentes continuem trabalhando de sua casa e cumpram com a quarentena.

Por exemplo, a Universidad Siglo21 utiliza o chatbot Aivo como um assistente de atendimento self-service para estudantes. O chatbot responde instantaneamente a todas as diferentes questões relacionadas com o processo de registo, disciplinas, cursos, pagamentos, e muito mais.

Qualificações e Avaliações

Os professores, assim como muitas pessoas de diferentes áreas e profissões, também podem se encontrar sobrecarregados tanto a nível profissional quanto pessoal. Nesse sentido, a tecnologia também pode ajudá-los a agilizar processos e automatizar algumas tarefas que podem ser repetitivas.

Entre essas tarefas se encontra a revisão e correção de provas, que demanda muito tempo e esforço por parte dos docentes.

A IA pode ser uma grande aliada para realizar este trabalho porque analisa as perguntas objetivas e qualifica as provas muito mais rápido que um ser humano.

Isto permite que o profissional de ensino tenha mais tempo para avaliar as respostas subjetivas, como as redações ou atividades criativas. De fato, 81% dos estudantes universitários dos Estados Unidos concordam que a tecnologia também ajuda a melhorar as notas.

Personalização da Experiência Acadêmica

Embora os millennials e centennials já sejam nativos digitais, é necessário que a experiência educativa continue sendo personalizada.

O desafio não é somente migrar o ensino para plataformas digitais, mas também manter uma experiência de aprendizado o mais uniforme, constante, empática e personalizada possível, assim como faria um professor na sala presencial.

Embora o contato humano não seja uma possibilidade neste contexto, o uso da inteligência artificial permite personalizar toda a experiência de aprendizado, adaptando-a às necessidades e ao ritmo de cada estudante.

Plataformas de IA armazenam o histórico de cada aluno, registram suas qualidades e dificuldades e inclusive podem enviar e-mail ou lembretes com tarefas específicas com base no seu desempenho.

Conte com a Aivo

As instituições acadêmicas estão atravessando uma situação que marcará uma grande transformação na educação mundial. De um mês para o outro, tiveram que adaptar modalidades de ensino e garantir a continuidade das aulas no meio de uma sociedade paralisada.

Existem muitas possíveis aplicações para a tecnologia no setor educacional, especialmente a Inteligência Artificial e os chatbots conversacionais. Se você gostaria de saber mais sobre como eles podem ajudar seu negócio, não hesite em agendar uma reunião com um de nossos representantes.

Quer melhorar sua estratégia CX?

Nossas soluções de atendimento ao cliente baseadas em IA conversacional podem ajudar a fornecer uma experiência eficiente 24 horas, 7 dias da semana aos seus clientes. Entre em contato com nossa equipe para saber em detalhes como podemos apoiar seu negócio.